História

A fundação do Centro das Indústrias de Cachoeirinha se deu no dia 05 de fevereiro de 1981, na Sala de Reuniões da empresa Neoform, e teve como fundadores as empresas Stil Serigrafia, Eicom, M. Krug, Lunko, Martau, Progel Ind. Química, Vitasul SA Ind. e Com., Conservas Ritter, Franken Refeições Industriais, Indelsul SA, Juper Ind. Mecânica Ltda., Koch Metalúrgica SA, Tecnomola, Arcon SA, Sulina de Metais SA, Met. Incopelã Ltda, Racine Hidráulica Ltda. e Neoform. Era uma época difícil, iniciava-se o loteamento e chegavam os primeiros telefones.


Sr. Sérgio Mendes Ribeiro foi o primeiro presidente, seu mandato atravessou duas gestões, de 1981 à 1985. Na época as reuniões eram realizadas nas instalações da Neoform. As primeiras reivindicações do CIC, foram quanto a infra-estrutura do Distrito Industrial – telefone, energia elétrica e pavimentação – e integração ao Programa Pró-Creche do Governo Estadual. Já na primeira gestão do CIC, Mendes Ribeiro era portador de um pedido da comunidade: a instalação de um corpo de bombeiros.

Ex Presidentes CIC

1. 1981 a 1985 – Sérgio Mendes Ribeiro

2. 1985 a 1987 – Nadir Andreolla

3. 1987 a 1989 – Paulo Cirne Lima

4. 1989 a 1991 – Luiz Plinio Gomes
5. 1991 a 1993 – Cláudio Adriano Cífali
6. 1993 a 1995 – Túlio Francisco Jaconi
7. 1995 a 1997 – Hugo Doormann
8. 1997 a 1999 – Mauro Roberto  Caliendo
9. 2001 a 2003 – Carlos Praetorius
10. 2003 a 2005 – Norberto Pacheco de Antoni
11. 2005 a 2007 – Antônio Duarte Barbosa Neto
12. 2007 a 2009 – Jairo Romazzini Vaz
13. 2009 a 2011 – Neiva Inês Bilhar
14. 2011 a 2013 – Neiva Inês Bilhar
15. 2013 a 2015 – Admir José Juchneski
16. 2015 a 2017 – César Diehl Vieira
17. 2017 a 2019 – Admir José Juchneski
18. 2019 a 2021 – José Airton Venso

  • Retomada da ERS 010. A Diretoria do Centro das Indústrias retoma agenda para pressionar os governos para a realização da obra, conhecida como a Rodovia do Progresso.
  • Ampliação da sede do Centro das Indústrias de Cachoeirinha.
  • Planejamento e organização da 2ª FniC, a maior feira de Negócios da Região.
  • 2021 ao futuro: O Centro das Indústrias de Cachoeirinha planeja uma cidade do futuro com infraestrutura completa para atender o setor produtivo e a sua população. Com o uso da inteligência da informação a serviço da valorização humana.
2020
2019
  • Realização, em parceria com a Associação Comercial de Cachoeirinha e Prefeitura Municipal, da 1ª edição da Feira de Negócios e Inovação de Cachoeirinha com a participação de 60 expositores e um público de mais de 4 mil pessoas.Assume a presidência do CIC, o empresário José Airton Venso.
  • É criado junto ao CIC o Grupo de Trabalho Executivo.
  • Estruturação do Grupo de Fomento Econômico, com a união de vários setores para atrair novas empresas para a cidade.
  • A Mercopar – maior feira de negócios do RS contou com a participação de 14 empresas associadas da entidade.
  • O Centro das Indústrias realiza mais uma Rodada de Negócios, dentro da programação da FniC, promovendo a aproximação de compradores e vendedores. Ao longo dos anos a entidade sempre criou formas de gerar negócios.
  • Centro das Indústrias e Brigada Militar implantam o espelhamento eletrônico, que conecta a segurança privada das empresas com o comando da BM.
  • Com a chegada da pandemia surgiu a a necessidade de auxiliar as famílias do município através do Projeto Indústria Solidária, que já distribuiu mais de 4 mil toneladas de alimentos, além de milhares de itens de roupas, higiene e limpeza e álcool em gel.
  • É criado junto ao CIC o Grupo de Trabalho do Empreendedorismo.
  • Acontece a 1ª edição do Dia do Empreendedorismo Feminino.
2018
2017
  • Apoio ao Movimento Livre Acesso à FREEWAY.
  • Acontece a 1ª edição do Diretores na Cozinha com parte da renda destinada as ações sociais do município.
  • É criado junto ao CIC o Grupo de Trabalho da Gestão da Qualidade.
  • Assume a presidência do CIC, o empresário Admir Juchneski.
  • Criação do serviço de Consultoria Gratuita para os associados nas áreas Tributária, Fiscal Contábil, Jurídica, Saúde e Segurança do Trabalho e Meio Ambiente.
  • É criado junto ao CIC o Grupo de Trabalho Gestão Ambiental.

Aproximação com o Poder Publico, especialmente o Municipal, Câmara de Vereadores, e o Poder Judiciário, tanto Trabalhista, como o Ministério Publico, sendo que a maioria destas atividades se deu em comunhão de esforços com a ACC.

2016
2015
  • Assume a presidência do CIC, o empresário Cesar Diehl Vieira.
  • É criado junto ao CIC o Grupo de Trabalho SST (Saúde e Segurança do Trabalho).
  • CIC promove o Mérito Empresarial e Industrial de Cachoeirinha, homenageando todos os associados com um jantar e entrega de troféus.
  • Centro das Indústrias cria os grupos de trabalho para proporcionar o aperfeiçoamento e qualificação das empresas associadas. Atualmente a entidade conta com seis grupos de trabalho (GT).
2014
2013
  • Assume a presidência do CIC, o empresário Admir Juchneski.
  • CIC implanta rede de descontos, com formação de uma grande rede de benefícios, onde as empresas associadas têm desconto em diversos serviços e podem também divulgar seus produtos. Mais de 1000 trabalhadores já foram beneficiados com descontos nas áreas de educação, saúde, alimentação e serviços.
  • Duplicação da Avenida Frederico Ritter, transformando a cidade em um polo de atração de novas empresas, valorizando principalmente sua posição estratégica na Grande Porto Alegre.
  • Reforma e revitalização da sede do Centro das Indústrias de Cachoeirinha, com ampliação do auditório e do restaurante e reforma de toda a área interna.
  • Prefeitura atende uma antiga reivindicação do CIC e instala nova iluminação no Distrito Industrial de Cachoeirinha.
2012
2011
  • Inauguração do Ginásio do Sesi, uma conquista para a indústria.
  • Participação decisiva na Fundação do Banco de Alimentos de Cachoeirinha, com o objetivo de levar alimentos as entidades carentes do município.

Acontece a 1ª ExpoCachoeirinha com participação do CIC e de empresas associadas.

2010
2009

Assume a presidência do CIC, a empresária Neiva Bilhar.

  • Ao longo dos anos o Centro das Indústrias foi um defensor do setor produtivo da cidade. Agente de cobrança e duros embates com o poder público (seja na esfera municipal, estadual ou nacional).
  • Aconteceram obras importantes na sede da entidade, como o cercamento com muro pré moldado, finalização do pórtico, individualização da energia elétrica, renovação do cabeamento telefônico, instalação de um novo transformador.
  • Lançamento da pedra fundamental do Senai.
2008
2007
  • Inauguração do novo complexo da Souza Cruz, que coloca Cachoeirinha entre as 10 primeiras arrecadações de ICMS do RS.
  • Assume a presidência do CIC, o empresário Jairo Romazzini Vaz

Assume a presidência do CIC, o empresário Antônio Duarte Barbosa.

2005
2004
  • CIC participa mais ativamente dos conselhos municipais da cidade, como do Plano Diretor e do Desenvolvimento.
  • O Centro das Indústrias incentiva a geração de negócios através do incentivo para as empresas participarem da Mercopar. O que se repete todos os anos.
  • Construção da rótula do Distrito Industrial, uma reivindicação antiga da entidade para organização dos acessos as indústrias.
  • Assume a presidência do CIC, o empresário Norberto de Antoni.
2003
2002

O Banco do Brasil é inaugurado em uma área maior dentro do CIC, onde permanece até hoje.

Assume a presidência do CIC, o empresário Carlos Praetorius.

2001
1998
  • Inauguração do quartel do Corpo de Bombeiros, ainda fruto da campanha Bombeiros Já, liderada pelos empresários.
  • Criação do Comitê do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade (PGQP) de Cachoeirinha por iniciativa do CIC. O Comitê buscou levar o conceito da qualidade até as empresas e homenagear a cultura da produtividade.
  • CIC cria o Prêmio Distinção Empresarial e um dos homenageados é o governador da época, Antônio Brito.
  • Inauguração do auditório do CIC, uma das primeiras construções da cidade a contemplar uma estrutura para realização de eventos empresariais. O auditório leva o nome de Walter Ludwing Doormann, pai do empresário Hugo Doormann, que auxiliou na construção da obra.
  • As forças vivas do município fecham a ponte de entrada da cidade pedindo mais segurança. Indústria, comércio e empreendedores se uniram ao protesto. A mobilização deu certo e Cachoeirinha finalmente foi elevada a 26º BPM e ganhou novo quartel da Brigada Militar.
1997
1996

Centro das Indústrias lidera e empresários custeiam a vinda de um caminhão com escada Magyrus para o Corpo de Bombeiros de Cachoeirinha, que deu início a Campanha Bombeiros Já.

Assume a presidência do CIC, o empresário Hugo Doormann, em parceria com o empresário Mauro Caliendo.

1995
1994
  • Canalização subterrânea dos fios da rede telefônica, eliminando as constantes interferências nas ligações. Uma das grandes lutas do CIC foi a melhora das ligações telefônicas, uma demanda essencial para as empresas.
  • Inaugurada a Avenida do Trabalhador com a presença do Governador da época Alceu Collares, com o objetivo de melhorar o deslocamento dos trabalhadores e facilitar o acesso ao Distrito Industrial.

Assume a presidência do CIC, o empresário Tulio Jaconi.

1993
1991
  • Assume a presidência do CIC, o empresário Claudio Cifali.
  • Inaugurada, dentro das dependências do complexo do CIC, a agência do Banco do Brasil.
  • Centro das Indústrias entrega Troféu Destaque para as empresas em uma solenidade na Fiergs. O CIC pautou sua trajetória em valorizar o setor produtivo da cidade.
  • Uma demanda antiga do setor produtivo começou a tomar forma com o início do asfaltamento da Avenida Flores da Cunha.
1989
1988
  • CIC reivindica ao Governo do Estado o prolongamento da Avenida Assis Brasil até o Distrito, hoje conhecida como ERS 010. Esse é um dos primeiros registros de uma luta antiga e urgente para a continuação do desenvolvimento local.
  • CIC, em parceria com ACC e Sesi, promovem a primeira edição do concurso Rainha da Indústria e Comércio de Cachoeirinha. Durante muitos anos as representantes da cidade participaram da decisão estadual do concurso.
  • O Centro das Indústrias de Cachoeirinha é a primeira entidade a ocupar o recém inaugurado complexo da sede da Fiergs.
  • Acontece a 1ª Expovale – Exposição/Feira Industrial e Comercial do Vale do Gravataí.
  • Assume a presidência do CIC, Paulo Cirne Lima.
  • A segurança sempre foi assunto em pauta no CIC e empresários se unem para fundar o Conselho Pro-Segurança Pública de Cachoeirinha (Consepro) com o objetivo de apoiar as forças da segurança na cidade.
1987
1985
  • Assume a presidência do CIC, Nadir Andreolla.
  • A Diretoria do CIC promove, pela primeira vez, um evento para homenagear as secretárias. Encontro continua até hoje no calendário da entidade. 
  • Acontece a primeira reunião almoço da entidade com a presença de mais de 100 empresários.
  • A Diretoria do CIC se mobiliza para construção de uma creche para os filhos dos funcionários que trabalhavam na indústria. A Anjo da Guarda, durante muitos anos, foi ligada ao Centro das Indústrias.
1982
1981
  • 05/02/1981: É fundado o Centro das Indústrias de Cachoeirinha na sala de reuniões da empresa Neoform, onde foi sua sede até 1987. Já nas primeiras reuniões dezenas de empresários se uniram ao CIC para ganhar força em prol do desenvolvimento local. Os fundadores foram os empresários José Faverzani, Silvano Schneider e Remy Faé Gomes.
  • Assume o primeiro presidente do CIC, Sérgio Mendes Ribeiro.

Um grupo de empresários se reúne na sede do Banrisul para unir esforços e fundar uma entidade que auxiliasse na busca do desenvolvimento local. As principais demandas eram o asfalto (tudo era barro), linhas telefônicas (para conseguir uma ligação a São Paulo levava 3 dias), energia elétrica e infraestrutura para o Distrito Industrial.

1980
1977

Se instala em Cachoeirinha a empresa Cifali & Cia, em uma área de 20 mil m2.

Uma multidão acompanha a inauguração da auto estrada Free Way Cachoeirinha que, naquela época, ganhou apenas o acesso de saída. Uma luta que ainda não teve seu final, onde as entidades pedem a construção completa do trevo de acesso.

1973
1969

O município de Cachoeirinha doa um terreno de 30 mil m2 para instalação da empresa Racine/Albarus, que veio a ser um dos inícios do avanço do Distrito Industrial na década de 70.

Cachoeirinha é emancipada, após diversas tentativas em um movimento que contou com a participação de Ruy Teixeira (que era vice-prefeito de Gravataí), José Prior, Osvaldo Correia e Martinho Espíndola.

1965
1957

Pela Lei Municipal nº 3, da Prefeitura de Gravataí, foi criado o Distrito de Cachoeirinha que já contava com duas empresas a Conservas Ritter, Liquid Carbonic e cerca de 2 mil casas.

É fundado o Instituto do Arroz do Rio Grande do Sul, detentor da grande maioria das áreas do Distrito Industrial.

1938
1925

É inaugurada a ponte de ferro, de uma mão, que foi uma doação do Exército da, então, Tchecoslováquia ao governo gaúcho, que virou o maior símbolo da cidade e possibilitou a vinda de novas empresas.

A primeira indústria da região instala-se na estrada Pedágio, como era conhecida na época, em uma área de 525 hectares. A Conservas Ritter, fundada pelo neto de imigrantes alemães, o gaúcho Frederico Augusto Ritter inicia suas atividades comercializando leite e derivados e, logo, inicia a produção industrial de conservas.

1919
1916

Cel. João Baptista Soares da Silveira e Souza era o detentor de toda a região que compreendia o município de Cachoeirinha, na época, havia uma pequena cachoeira na sua entrada. Conhecida como Granja Progresso, a área começa a receber atenção por suas terras férteis, com terreno plano e de fácil irrigação, com cultivo de arroz, uvas, frutas e produção de leite.

Abrir WhatsApp
???? Precisa de Ajuda?